quinta-feira, 6 de setembro de 2012

O decreto da Juíza

Flávio Veras foi recomendado pela juíza a não realizar contratações de bandas na Festa do Sal desse ano.

Para comemorar os 137 anos de emancipação política, a Prefeitura de Macau estava planejando uma grande festa com a banda Grafith, Netinho, Solteirões do Forró, o cantor Belo, Cavaleiros do Forró, entre outras bandas. Mas, o Ministério Público deu um banho de água fria e “recomendou” que suspendesse a festa por suspeita de superfaturamento na contratação das bandas por parte do prefeito Flávio Veras.

No início de setembro, a juíza Cristiany Maria de Vasconselos Batistas, que responde pela Vara Cívil da Comarca de Macau, deu parecer favorável a “Tutela Antecipada” requerida pelo Ministério Público para impedir a realização da Festa do Sal “em face de irregularidades observadas nas contratações para eventos festivos promovidos pelo réu” (Flávio).

Na decisão da juíza, Flávio está proibido de fazer contratações sem licitações porque o Ministério Público constatou irregularidades no carnaval de 2011 e 2012, bem como na Festa do Sal de 2011 e o São João desse ano. Segundo o MP, as irregularidades foram realizadas nas contratações superfaturadas das bandas.

No processo, o MP afirma que essa manobra de Flávio Veras é um expediente corriqueiro para não dá publicidade os atos administrativos para evitar a fiscalizações dos órgãos ministeriais. No final, a uíza reconhece que a contratação das bandas são incompatíveis com a situação de “emergência” por causa da seca.

A doutora Cristiany Maria de Vasconselos Batistas recomendou à Flávio não contratar bandas, artistas e se abstenha de realizar qualquer despesa com palco e iluminação para eventos. Mesmo o município emitindo Nota Oficial, dizendo que a Festa do Sal “se restringirá a eventos cívicos”, a magistrada adverte para que Flávio não resolva, na véspera, realizar a festa como nos ano anteriores.

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Kerginaldo usa menores para distribuir panfletos difamatórios


O panfleto traz uma matéria do jornal Gazeta do Oeste, que só seria veiculado no dia seguinte à ação. Como conseguiram milhares de cópias do jornal? Quem pagou para fazer a matéria?

A campanha em Macau começa a pegar fogo. Seis jovens menores de idade foram presas quando distribuíam panfletos apócrifos, difamando a candidatura de Odete Lopes e da governadora Rosalba Ciarline. Na ocasião, foram presos alguns adultos acusados pelas menores de prestar serviços para o candidato do PMDB, Kerginaldo Pinto.

De acordo com a candidata Odete Lopes, as menores apontaram alguns Aspones (assessores de porra nenhuma) da Prefeitura de Macau, entre eles Marcley e Diêgo, que estavam dentro do carro dando apoio. “Estivemos na Delegacia comjovens de menores a serviço do candidato Kerginaldo, segundo os próprios presos, distribuindo panfletos difamatórios contra nossa candidatura”, declarou Odete.

A Polícia Militar agiu rápida e prendeu os infratores. Na ocasião, foi lavrado o Boletim de Ocorrência (BO). Segundo Odete Lopes, a próxima providência será acionar a assessoria jurídica da coligação Macau Mais Forte (DEM) que vai tomar as providências cabíveis, dentro do que está previsto em Lei como cassação de registro, calúnia e difamação, dentre outros crimes, cíveis e eleitorais nos quais a ação criminosa se enquadra.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

A saga de um cidadão para conseguir um cartão do SUS em Macau – Parte II

A falta de políticas públicas eficientes emperram o serviço público na Secretaria de Saúde do município de Macau.
Por volta das 10 e meia da manhã, chega o primeiro digitador do Cartão do SUS, de óculos escuro e com cara que acabará de acordar. O antipático cidadão não deu satisfação nenhuma. Nosso agente pediu ao digitador para emitir o cartão e foi informado que não seria emitido na hora, que tería que deixar uma cópia do comprovante de residência, CPF, Título de Eleitor, Atestado de Boa Conduta, Exame de DNA, Certidão de Nascimento, RG, dentre outros documentos e que a emissão estava prevista para o fim de agosto ou início de Setembro. 

Diante desse absurdo, nosso emissário perguntou se o cartão do SUS seria emitido em forma de cartão magnético devido a tanta demora para emissão. Fomos informados que não, seria emitido em papel A4, e a demora se deve a centenas de cartões que estão para serem emitidos pela falta de computadores, impressoras e materiais como papel e cartucho. Perguntamos também ao digitador porque ele só chegava às 10h30 e se isso também não está proporcionando o acumulo de cartão do SUS. Ele nada respondeu.

Procuramos o Secretário de Saúde, mas não foi encontrado. Sempre que a equipe de reportagem do Macau em Dia procura o gabinete do secretário Diogo Jacome, nos informa que Ele estava na Secretaria de Finanças. Mas afinal, Diogo é Secretário de Saúde ou de Finanças ou de coisa alguma? Procuramos o Conselho de Saúde, mas fomos informados que o Secretário Executivo do tal Conselho estava de férias e que alguns Conselheiros de Saúde e sua Presidente estavam em Brasília participando de um evento nacional para aprender sobre Controle Social e tirando fotos no Congresso Nacional para posterioridade, pagos com recursos públicos do município de Macau.

Nós ficamos observando como o Cartão do SUS era emitido. Há duas palavras mágicas para você conseguir seu cartão na hora. Primeiro, você diz que precisa com URGÊNCIA e/ou se não você pode dizer que foi vereadora tal que mandou fazer, caso contrário terás que espera a boa vontade para emissão desse importante cartão. Agora imagine um Governo que não sabe administrar um Cartão do SUS só mostra que não tem respeito e nem competência para continuar administrando a cidade.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

A saga de um cidadão para conseguir um cartão do SUS em Macau – Parte I

Para o cidadão macauense é um sacrifício conseguir um Cartão do SUS.

O Cartão do SUS foi criado pelo Governo Fernando Henrique Cardoso. No entanto, no Governo Dilma, o Cartão do SUS passou a ser uma das prioridades para o combate a corrupção e o avanço da saúde pública brasileira, onde a princípio a idéia é informatizar todo o Sistema Único Brasileiro, implantando também o Prontuário Eletrônico em todo território nacional. 
   
Em Macau, é mais fácil a pessoa ganha na Mega-Sena do que conseguir um cartão do SUS ou encontrar o Secretário de Saúde em seu gabinete. É um verdadeiro descaso e falta de respeito com o cidadão macauense. O Blog Macau em Dia enviou vários emissários para solicitar a emissão do Cartão do SUS na Secretaria de Saúde municipal. Sem o Cartão do SUS, o cidadão tem dificuldades para realização de consultas e exames na Rede Pública de Saúde. 
   
Os emissários foram até a Secretaria de Saúde em dias diferentes e constataram a mesma situação. Chegamos a Secretaria de Saúde por volta das 7 horas da manhã e a Secretaria de Saúde encontrava-se fechada e com filas enormes para marcação de consultas e outras pessoas esperando o carro que transporta pacientes para Natal. A maioria dos funcionários só começaram a chegar por volta das 8 horas. Mas, antes de começarem a trabalhar eles foram fazer seu desjejum na colossal cozinha da Secretaria de Saúde. 
   
Somente às 9 horas apareceram às primeiras recepcionistas. Nosso emissário foi informado que os digitadores, que emitem o Cartão do SUS, ainda não tinham chegado. A recepcionista informou que são três pessoas responsáveis para emissão do Cartão do SUS. Isso mesmo, três digitadores para somente um computador, pois a Secretaria de Saúde não tem computadores suficientes para a emissão do Cartão do SUS, apesar dos milhares de Reais que entram todo mês no Fundo Municipal de Saúde.
     


A saga continua...

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Deputado Gustavo Fernandes (PMDB) declara apoio à Odete Lopes

Fotos: Assessoria da Coligação Macau Mais Forte
Deputado Gustavo Fernandes veio à Macau para dá apoio à candidatura de Odete Lopes e Celeste Menezes, afirmando que o PMDB não é unanimidade em apoiar a candidatura imposta pelo prefeito.

A “Onda Azul” da candidata a prefeita de Macau, Odete Lopes, continua dando banho de simpatia quando percorrer as ruas da cidade. No último final de semana, a vereadora Odete Lopes e a médica Celeste Menezes reuniram uma multidão para levar suas propostas para mudar Macau aos moradores do Centro e Valadão.

Como alguns deputados do próprio PMDB não acreditam na candidatura do partido em Macau, o deputado Gustavo Fernandes (PMDB) veio à Macau para dá seu apoio político à candidata Odete Lopes. “Para ser prefeito (a) de Macau, precisa de alguém que conhece muito bem os problemas da cidade, e principalmente ter serviço prestado aos macauenses. Tenho certeza que Odete será a próxima prefeita de Macau”, disse o deputado.

Segundo Odete Lopes, o apoio do deputado Gustavo Fernandes do PMDB é o reconhecimento do trabalho que ela vem realizando em favor do desenvolvimento de Macau. “O povo nas ruas caminhando comigo e com Celeste é a pura demonstração de que estamos no caminho certo. O que me motiva é ver no rosto de cada um  o desejo de mudança”, disse a candidata.




segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Ministério Público “recomenda” cancelar Festa do Sal

Todas as atrações foram canceladas porque o município está em "estado de emergência" com a estiagem, segundo nota da Prefeitura de Macau justificando o cancelamento do evento.

Atendendo uma “recomendação” do Ministério Público, a Prefeitura de Macau cancelou a Festa do Sal desse ano, que vinha cheia de atrações de peso como a banda Cavaleiros do Forró, o pagodeiro belo e o cantor de axé Netinho, além de Dorogival Dantas e Banda Grafith. Só bandas de peso acostumadas a tocar no Carnaval de Macau, gastos que superariam os R$ 350 mil.

Na nota à imprensa, a Prefeitura de Macau diz que o cancelamento da Festa do Sal se deu pela situação de “emergência” e que os municípios “afetados por desastres naturais relacionados com a intensa redução das precipitações hídricas em decorrência da estiagem, se abstenham de realizar despesas com eventos festivos, incluindo a contratação de artistas...”  E desde quando Macau sofre com a seca?

Lá em Djane, Zé do Maruim escutou quando um determinado candidato paraibano falou que o prefeito Flávio Veras está na “corda bamba com a Justiça”, muito perto de ser preso. Os preços superfaturados das bandas poderiam ser o tiro de misericórdia que o MP esperava para colocar o prefeito atrás das grades de uma vez por todas.

Outra razão pela qual Flávio cancelou a Festa do Sal é que o candidato do prefeito teria que ficar até o dia 9 de setembro sem promover eventos políticos, assim como todos os outros candidatos. Para quem recebeu uma pesquisa mostrando que Kerginaldo está em 3º lugar, a Festa do Sal seria “desperdício” de dinheiro. “Agora, os macauenses tem que se contentar com essas bandinhas locais que só tocam por aqui mesmo”, disse Zé.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Onda Azul chega a Diogo Lopes

Foto: Jailton Farias
Odete Lopes comanda a Onda Azul pelas ruas de Diogo Lopes, que abriu as portas das casas para receber os Planos de Governo para mudar Macau.

 A “Onda Azul 25” invadiu as ruas da comunidade praieira de Diogo Lopes, trazendo a candidata à prefeita de Macau, Odete Lopes, que visitou ruas e casa da comunidade e anunciou seu Plano de Governo para fazer uma verdadeira mudança na vida das pessoas na nova administração de Macau.

Odete Lopes mostrou a viabilidade para o projeto de um grande centro de beneficiamento pesqueiro em Diogo Lopes, valorizando e incentivado o desenvolvimento da pesca que gera emprego e renda para a comunidade. “Diogo Lopes vai avançar com políticas públicas para a pesca na comunidade”, declarou a candidata.

“Vamos implantar no distrito de Barreiras e Diogo Lopes, o Centro de Beneficiamento de peixes e mariscos, com estrutura adequada para atender a população. Vamos instalar em Macau um centro de profissionalização Municipal, para que o nosso povo se qualifique e tenha oportunidade de emprego digno”, afirmou.

A população de Diogo Lopes reclamou do esquecimento que a Prefeitura de Macau impôs a comunidade nos últimos 7 anos e meio. “Apresentamos os nossos projetos, como por exemplo, a clinica da família que vamos implantar para atender Diogo Lopes e Barreiras, com plantão medico 24 horas”, disse a candidata do povo.

Odete Lopes fala aos moradores, levando sua mensagem de mudança.

Ao lado do vereador Newton Costa, Odete Lopes faz visitas.

Os eleitores já absorveram a mensagem de mudança e aderiram ao Azul.

Diogo Lopes recebeu a candidata Odete Lopes e sua Onda Azul.

Odete Lopes escuta a população e pede a confiança do povo.

Dedé Camomila e Ronaldo são amigos que seguem a Onda Azul com Odete.

Odete e equipe visitam comunidades de Diogo Lopes.

A Onda Azul segue de noite adentro em Diogo Lopes.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Passeata 25 no próximo sábado

clique no cartaz para ampliar

Giro pela Twitosfera Macauense


O que disseram no Twitter os seguidores de https://twitter.com/MacauemDia

O PT de Macau está sendo usado por Flavio e Wilson para atrapalhar a oposição e entregar a prefeitura de mãos beijadas a FV novamente.

Sobre reportagem do Jornal de Hoje, Juíza Eleitoral/Macau-RN diz: "Não dei nenhuma entrevista a jornalista nenhum nem a blogueiro nenhum".

Isso é uma vergonha, No centro de Diogo Lopes ainda ter residência dessa forma, onde estão os 7 milhões mensais? pic.twitter.com/DEzmMxuX

Se o PMDB em Macau não tiver um pacto com a #PombaGira eu quero cegar da gota serena. Matou #ZéFilho e quase aleija #DrEduardo. #TáCáPorra

DEM cumpriu o que foi acordado na reunião dos partidos. A Candidata é Odete. Continuaremos na oposição como Zé Filho queria.

As lideranças de oposição em Macau ainda têm tempo de reavaliar as suas decisões, pelas movimentações políticas. A união seria a consolidação de uma vitoria inquestionável, bastaria seguir quem tem melhor desempenho na campanha.

Hoje enquanto visitávamos uma casa, um cidadão de Diogo Lopes passou mal, na comunidade NÃO tem ambulância e a medica está ausente há 2 semanas.

Carlinhos do Valadão conta com apoio das candidatas para acabar com a cobrança imoral da Contribuição de Iluminação Pública.

A candidata @odete_lopes tem o melhor e mais abrangente Programa de Governo que pode perfeitamente ser viabilizado com a arrecadação de Macau.

José Dirceu é o maior canalha que o Brasil já viu em sua precária existência! Que seja banido da politica nacional e viva na bandidagem!

Desfibrilador é um equipamento que pode salvar muita gente. O de Macau não se sabe se tá quebrado ou emprestado.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Carlinhos do Valadão lança candidatura a vereador

Fotos: Assessoria do candidato
Carlinhos do Valadão ao lado das candidatas Odete Lopes (prefeita) e Celeste Menezes (vice-prefeita)

Na semana passada, o candidato a vereador pelo PTN, Carlinhos do Valadão, reuniu amigos e simpatizantes para o lançamento oficial de sua candidatura. A grande reunião de correligionários aconteceu no comitê do candidato, na travessa São José, no Valadão.

Carlinhos falou de sua infância e vida no Valadão, mais precisamente na Rua São José, e ainda apresentou suas propostas e projetos para os quatro anos de mandato. Sua maior preocupação é a cobrança indevida da famigerada CIP (Contribuição para Iluminação Pública), medida aprovada na Câmara Municipal de Macau.

Carlinho quer o fim da cobrança da CIP e promete imprimir 10 mil cartazes com a foto dos vereadores que votaram contra o povo de Macau e a favor dessa cobrança imoral. “A CIP é um assalto às famílias macauenses. Quando eu for vereador, vou lutar para acabar com essa cobrança absurda”, afirmou.

O encontro de Carlinhos com a comunidade do Valadão teve a presença das candidatas Odete Lopes (DEM) e da médica Celeste Menezes (PSDB), além do médico e ex-prefeito de Macau, José Antônio Menezes. “Essas pessoas estão aqui por consideração e não por dinheiro”, disse Carlinhos.


Carlinhos do Valadão conta com apoio das candidatas para acabar com a cobrança imoral da Contribuição de Iluminação Pública).


As principais lideranças políticas de Macau estão ao lado da luta de Carlinhos do Valadão, que lançou sua candidatura a vereador.
Muita gente foi à reunião de Carlinho do Valadão com a comunidade para apoiar sua candidatura de vereador de Macau. Carlinhos representa o Valadão na Câmara Municipal de Macau.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Sentindo a dor na própria pele

Com hemorragia na boca, Flávio Veras foi vítima da sua péssima gestão e foi mal atendido em Macau. Para salvar sua vida, foi internado num hospital de Natal, onde continua sob cuidados médicos de verdade.

O prefeito de Macau, Flávio Veras, sentiu na própria pele as conseqüências de sua péssima administração com a Saúde Pública. Na noite de domingo, o prefeito teve uma hemorragia bucal e foi para o hospital tentar ser atendido, já que é o prefeito da cidade. Logo na chegada, Flávio Veras foi informado que o médico de plantão estava dormindo, apesar de o relógio marcar nove e meia da noite.

Flávio foi finalmente atendido, mas o remédio que o médico prescreveu não tinha na farmácia básica do Hospital Antônio Ferraz. O médico passou outro remédio mais comum, mas também não tinha o genérico. Ainda com a boca sangrando muito, o prefeito Flávio Veras teve que ser levado para Natal para ser finalmente medicado num hospital de verdade, com condições dignas de atendimento a saúde pública.

 Atualmente, a saúde macauense é administrada por um amador, uma pessoa despreparada e sem conhecimento algum de Saúde Pública. O secretário municipal de Saúde, Diogo Jacome, não tem autonomia para comprar um esparadrapo sem o aval de Flávio Veras, o que engessou a Gestão dos Jacomes na Saúde. uma das formas de retaliações de Flávio a família Jacome, que não queria seguir a imposição de Flávio, em colocar Kerginaldo Pinto como candidato governista.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Onda 25 invade Macau

A Onda 25 tomou conta de Macau nesse final de semana com milhares de pessoas caminhando ao lado da futura prefeita de Macau, Odete Lopes.

A “Onda 25” levou centenas de macauenses às ruas da cidade para mostrar que a cidade está reagindo ao abandono, à política do asfalto e ao atraso da má administração. O povo foi às ruas para dizer que a candidata Odete Lopes será a futura prefeita de Macau

A vereadora Odete Lopes, liderou a maior passeada da atual campanha, levando sua mensagem de mudança. Visivelmente emocionada, Odete Lopes ao lado da sua vice Celeste Menezes, falou sobre o respeito às famílias de bens e principalmente devolver a cidade de Macau aos Macauenses.

“Macau quer liberdade. Macau quer melhoria de qualidade de vida. Macau quer respeito. Macau quer Odete Lopes e Celeste Menezes para trabalhar pelo povo e para o povo. Macau quer concurso público para acabar de vez com os contratos humilhantes que desrespeitam o funcionário público”, declarou Odete Lopes.

Segundo Odete,  Macau quer mais saúde para acabar de vez com “ambulancoterapia”. A candidata acredita que a cidade quer uma prefeita que respeite a família. Macau quer uma prefeita que respeite o cidadão de bem. Macau quer uma prefeita que respeite as crianças com creches dignas, para todo pai e toda mãe deixar o seu filho antes de ir trabalhar. Ela também enfatizou que Macau quer respeito ao estudante com merenda escolar todos os dias.

sábado, 18 de agosto de 2012

Notas da Salinésia


Com as bênçãos da Banda Grafith
Os festejos em homenagem a Nossa Senhora dos Navegantes mudaram muito em Macau. Antigamente, as festas religiosas tinham padres cantores como as principais atrações. Agora, o Padre Lenílson resolveu troca o repertório religioso pelo swing da Banda Grafith. Zé do Maruim acredita que essa é uma jogada do prefeito Flávio Veras para explorar a igreja, através da inocência do pároco de Macau, aproveitando para expor seu menino (Kerginaldo) aos fieis.

Campanha na Festa dos Navegantes
Enquanto o Grafith toca “enfinca, viu Nalvinha”, a Arquidiocese de Natal trata o caso de Macau com desdém, comungando com esse ato profano do padre Lenilson, quando permitiu que a igreja fosse usada como objeto de manipulação para as aparições políticas do prefeito Flávio Veras para mostrar seu pupilo, fazendo campanha descaradamente na Festa de Nossa Senhora dos Navegantes.

Pescador de Ilusões
Zé do Maruim e todo mundo do Bairro Navegantes viram quando o prefeito e seu candidato passaram dentro do barco do Padre Lenílson, durante a procissão de Nossa Senhora dos Navegantes, pelo Rio Piranhas Assú. Porém, a cena que mais chocou Zé do Maruim foi quando Kerginaldo entrou na igreja com uma rede de pescador nas costas. Até hoje, quando lembra dessa marmota, Zé se acaba de rir.

Macau é assim
Flávio Veras conseguiu um fato lamentável, transformou o caráter e as necessidades básicas do povo macauense em mercadoria, dando preço às pessoas da mesma forma como estipulava o preço dos seus móveis e eletrodomésticos em suas empresas. Hoje, o macauense não acredita mais nos políticos e na política. Graças ao maior comprador de votos da história dessa cidade, as pessoas vendem seu voto, vende seu futuro e vende suas perspectivas. As pessoas vende o voto porque não há emprego, não existe serviços públicos de qualidade, acesso ao microcrédito, não há casas dignas para se morar, não há mais esperança, pois Flávio Veras tirou a esperança e a maioria dos sonhos das pessoas.

Maldita hora
Corria o ano da graça de 2005, um bem sucedido empresário assume a Prefeitura de Macau, mesmo sendo acusado e condenado por crimes eleitorais. Com as lacunas da Justiça e os artifícios utilizados pelos advogados, Ele consegue sentar-se na principal cadeira do Palácio João Melo. Após chegar ao Poder, o benevolente empresário, transforma-se num homem centralizador, cruel, déspota, sem princípios algum e sem piedade do povo que o elegeu. Agora, ele cria uma marionete para continuar mandando no governo macauense.

Sem esperança em Macau
Durante a administração de Flávio, o povo macauense perdeu a esperança por uma cidade melhor, com dignidade no serviço público, com qualidade de vida, com desenvolvimento humano, social e econômico, com inserção de um pólo industrial, com erradicação da miséria, ascensão social dos menos favorecidos, fim das desigualdades e exclusão social, com respeito ao meio ambiente, com transparência e lisura dos atos e recursos públicos e principalmente com um Administrador que pensasse no povo e não nas coisas de pouco valor.

Questão de vida
Não é mais questão de escolha é questão de vida. Os macauenses não podem optar pela morte da Administração Pública em Macau, não podem optar pelo modelo administrativo que foi imposto na cidade, onde foram colocados pessoas inexperientes e incapazes para administrar as secretariais municipais. Vejam o caos da Saúde, a destruição da Educação, as barbaridades na Assistência Social e o homicídio da Economia macauense, são exemplos indignos e terríveis que os macauenses suportaram por longo 8 anos. Mas, agora chegou a hora do basta, Flávio Veras não vai vencer a sensatez e a esperança do povo, pois o povo de Macau não tem medo. O macauense é guerreiro e, apesar de Flávio Veras, amanhã há de ser outro dia.

CRAS Volante
Somente agora, e depois de uma briga épica entre a atual secretária de Assistência Social e uma candidata a vereadora, é que a Secretaria de Assistência Social tenta passar a imagem de que está fazendo alguma coisa, criando uma história de “CRAS volante”. Ora bolas, se o CRAS fixo não funciona direito, imagine o CRAS volante! Há pessoas nas comunidades realizando um cadastramento, mas cadastramento para que mesmo hein? Será que o Ministério Público já sabe que cadastramento é esse?

Chance de mudar
Aquelas pessoas que não dispõem de um bubu municipal, que estão desempregadas e só depende do Bolsa Família para viver, sabem muito bem o sofrimento que é depender exclusivamente da Feira Pedagógica, distribuída por Flávio para calar os famintos de nossa cidade. O blog tem alertado que o cidadão macauense ainda pode acabar com essa situação. Não venda seu voto, o seu futuro e o futuro da sua cidade não tem preço. Vote na mudança!

Pergunta besta
Quem era menino buchudo, morador do Valadão e era chamado de Oval? Vai ganhar um bubu recheado da prefeitura quem adivinhar...

Saidêra
Depois da procissão de Nossa Senhora dos Navegantes, um súdito aborda vossa magestade e pergunta: “Rei, qual é a diferença entre um pára-quedas e uma camisinha?” Sem tirar os olhos do violão que estava dedilhando, Rei Rock responde no seco: “Se o pára-quedas se avariar, é uma pessoa a menos. Se a camisinha se avariar, é uma pessoa a mais”.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Caravana de Odete visita o Centro

Fotos: Jailton Farias
Vereadora Odete Lopes fez um corpo-a-corpo com os eleitores do centro de Macau, mostrando suas propostas para transformar Macau num novo tempo.

 A candidata a prefeita de Macau, vereadora Odete Lopes, caminhou pelas ruas do centro de Macau para falar diretamente com os eleitores, mostrando suas propostas para melhorar a acidade. Como vereadora, Odete Lopes sempre cobrou do prefeito a implementação de políticas sociais básicas de trabalho, emprego e renda para os macauenses.

Pelas ruas do centro de Macau, Odete conversou com adolescentes e estudantes que chamou atenção da candidata para falta de cursos profissionalizantes e de qualificação profissional para enfrentar o mercado de trabalho e principalmente o primeiro emprego. “É preciso investir na qualificação dos jovens para que tenham melhores opotunidade de empregos”, disse a candidata.

“Macau é um celeiro de talento e um campo vasto para profissionais de todas as áreas. Na minha gestão a política para geração de emprego e renda será prioridade. É inadmissível uma cidade que tem uma das maiores rendas per capita do país, também tenha um dos maiores índices de desempregos do Estado, como reflexo da falta de investimento em políticas sociais de relevante alcance social que priorizem o cidadão.” Destacou a candidata democrata.

Com informes da Assessoria de Imprensa da Coligação Macau Mais Forte





quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Macau sem Assistência Social

Quando foi secretária de Assistência Social, Magali Marcelino ajudou a criar um caos social na secretaria onde não há assistência adequada para os macauenses.

Passados mais de 7 anos de desgoverno, o bonde dos lacraus de Flávio Veras não conseguiu administrar a cidade. Macau tornou-se a cidade dos desamparados, famintos e desempregados. Durante os últimos anos, a Secretaria de Assistência Social não promoveu o desenvolvimento social dos munícipes.

O que se vê é o abismo da desigualdade e exclusão social aumentarem. Quem é Rico torna-se cada vez mais rico, exemplo Kerginaldo Pinto. Quem é pobre, torna-se cada vez mais pobre, exemplo Zé do Maruim. As políticas públicas da Secretaria de Assistência Social são todas paliativas, quando existentes.

O Fundo Municipal de Assistencial Social tem mais segredos do que os mágicos de circo, ninguém sabe como é gerido e onde são gastos os recursos da assistencial social. Prova disso, são os recursos do Índice de Gestão Descentralizada, um tal de IGD, um fundo de milhares de Reais mensais para ajudar as famílias beneficiárias do Bolsa Família. Quase metade da população macauense está cadastrada no Cadastro Único e no Programa Bolsa Família.

Foi na Gestão de Magali Marcelino que a inércia e a bagunça se institucionalizaram na Secretaria de Assistência Social, conhecida por muitos pela Secretaria do “Não”, não tem nada para o cidadão. Na verdade, o Governo de Flávio Veras e Magali Marcelino deixou de investir nas pessoas e passou a priorizar o asfalto. Assaltando a dignidade das pessoas, as deixando abandonadas e desamparadas.

Hoje, Macau é uma cidade sem perspectiva para seus jovens, que não tem sequer o apoio da Prefeitura Municipal para realização de cursos profissionalizantes. A pobreza e miséria só aumenta. O que adianta deixar as ruas bonitas e as panelas do pobre vazias? 

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Futsal Feminino brilha na Paraíba sem ajuda da Prefeitura de Macau

Foto divulgação
Com garra, as meninas do Futsal de Macau vai ganhando as adversárias na Taça Brasil Correios Futsal, que está acontecendo em João Pessoa.

Mesmo sem o incentivo da Prefeitura de Macau, o time sub 17 de Futebol de Salão feminino de Macau derrotou o Treze da Paraíba pelo placar de 8 x 0, no início da semana, em partida válida pela Taça Brasil Correios de Futsal, que acontece em João Pessoa, capital da Paraíba. No primeiro jogo, as meninas do Macau FC ganharam por 7 x 6 das meninas do time Minas Gerais.

Se as meninas de Macau continuar ganhando, elas ficam em João Pessoa até domingo. Na sexta-feira, quando termina a fase de classificação. No sábado, tem a semi final e no domingo a final. “Essas meninas estão participando desse campeonato sem nenhuma ajuda da Prefeitura de Macau”, declarou João Maria, presidente da Liga Macauense de Futsal.

18 meninas, entre 16 e 17 anos, estão em João Pessoa participando da 1ª divisão do campeonato “Taça Brasil Correios de Futsal”, sob o comando dos professores Hideraldo e Fabio, que não mediram esforços para viabilizar a participação do time macauense feminino na competição.

João Maria ressaltou que as despesas das passagens, hospedagens e alimentação são custeadas, em parte, pela Confederação Brasileira de Futsal, pela Liga Macauense de Futsal e pelos próprios professores. Conforme João Maria, o secretário de Esportes municipal Wilton Mariano não tem iniciativa pra nada no que se refere ao esporte macauense.

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Macau, cidade de miseráveis

O prefeito Flávio Veras transformou Macau numa cidade de gente pobre, apesar da arrecadação milionária advinda dos royalties do petróleo.

Apesar dos vários crimes eleitorais cometidos, a população acreditava que o grande empresário Flávio Veras conseguiria erradicar a pobreza e a miséria da cidade e transformar Macau numa cidade modelo do país. Passados quase 8 anos de sua gestão, a população mostra-se indignada e traída por aquele que tornou a cidade no local dos 5 Emes: dos Marajás, dos Miseráveis, dos Massacrados, das Maquiagens e das Maracutaias.

Flávio Veras mostrou o seu lado mais cruel e desumano quando conseguiu investir mais em asfalto, cimento e tijolos do que no desenvolvimento humano dos macauenses. Ele preferiu superlotar as secretarias com um exército de bajuladores, usurpadores e asseclas. Flávio esqueceu que as comunidades rurais ainda sofrem por falta d’água por não terem uma adutora ou um sistema de abastecimento d’água digno e eficiente.

Flávio foi o gestor que teve investimentos dos Governos Federal e Estadual, um montante de recursos públicos nunca antes visto na história dessa cidade, quase 500 milhões de reais em apenas 8 anos de governo, e até hoje ninguém sabe onde foram investidos tanto dinheiro. Enquanto os Marajás trocam de carro, a cidade vive uma crise econômica sem precedentes, milhares de pessoas dependentes exclusivamente do Programa Bolsa Família do Governo Federal para poder conseguir ter o que comer.

Agora, Flávio Veras tenta emplacar a sua cópia tirada em papel higiênico chamado Kerginaldo Pinto, que por anos foi apenas um gerente em suas empresas. Um submisso administrador de empresas, que não tem experiência política, não tem serviço prestado aos macauenses e nem muito menos capacidade para ser um Administrador. Hoje, Macau é uma cidade com um grande exército de miseráveis sem emprego, sem renda, sem nada, graça ao prefeito Flávio Veras.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Odete Lopes lança site de campanha

Vereadora Odete Lopes lança site para tornar a campanha transparente.

Mostrando transparência na campanha, a vereadora e candidata a prefeita de Macau, Odete Lopes, lançou um site para divulgar notícias, vídeos e fotos, além de permitir o internauta realizar download de materiais de propaganda. O site ainda tem espaço para participação popular no programa de Governo com destaque especial para as redes sociais.

Segundo a assessoria de imprensa da candidata, o site é o pioneiro na campanha macauense e é a melhor forma de se comunicar diretamente com os eleitores, ouvindo o clamor das ruas. “A proposta do conceito, representa fazer uma escolha pela uma Macau mais Forte”, declarou Odete Lopes ao apresentar mais uma peça de marketing de sua campanha.

No site, além do internauta ter acesso ao jingle de campanha, poderá analisar o Plano de Campanha e dá sua opinião. A vereadora Odete Lopes é a primeira a lançar um site para sua campnha e também a primeira a mostrar suas propostas para uma Macau melhor e mais forte, onde a população poderá participar.

sábado, 11 de agosto de 2012

Notas da Salinésia


Desabafo de uma leitora
O blog Macau em Dia recebeu email de uma leitora: “Sou Maria Clara da rua São Pedro. Sabemos que a prática de compra de votos é antiga. E Flávio Veras foi um bom aluno e hoje aplica o que lhes foi ensinado, comprar voto com o dinheiro do próprio povo. Vejamos: 1.Vereadores que toda Macau conhece, são secretários e fazem das suas secretarias, cabides políticos, seja, só dou remédio, só faço a matrícula do seu filho, só te arranjo contrato por três meses e outra coisas parecidas, se você votar em mim ou no meu candidato. 2. O que tem de candidato principalmente do lado Flávio dando carteira de motorista, pagando prestação de carro, moto e outros não é brincadeira...Tudo com o dinheiro do povo... 3. O preço de alguns indivíduos deve ter sido muito alto, pois diziam coisas absurdas a respeito de Flávio e hoje estão ao seu lado. Por exemplo: Júnior de Barreiras, Cabo Dantas, Ari Marcos, e outros, tudo com nosso dinheiro... 5. Tem o secretário de educação que ganha como secretário de educação e como diretor do FSS que equivale ao salário de um secretário e todas as regalias. 6. O que tem de gente contratada! Não tem como denunciar esses contratos? Pedir uma análise das folhas de pagamento da Prefeitura, antes e a partir do período eleitoral? Com tudo isso, o Flávio não ficou satisfeito com atos corruptos e quer empurrar de goela abaixo dois bonecos, candidato a prefeito, que é assalariado dele e de repente aparece com carros, sendo empresário e o vice que tem contrato de no mínimo R$ 30.000,00 só do escritório de advocacia...”

Queimando o filme
Zé do Maruim quer saber a razão do prefeito Flávio Veras não andar ao lado do seu candidato, Kerginaldo Pinto, pedindo votos nas comunidades. Será porque Flávio Veras prometeu Deus e o mundo ao povo e não conseguiu cumprir? Ou será que Flávio tem medo de olhar no rosto das pessoas e descobrir que não fez nada para melhorar a qualidade de vida delas? Zé acha que Flávio não anda ao lado de Kerginaldo para não “queimar o filme” do candidato.

Gerusa na batalha
A vereadora Gerusa fez uma grande festa para apresentar seu nome como candidata a uma vaga na próxima legislatura de Macau. Segundo os cientistas políticos de plantão, a estratégia de Gerusa é não gastar muito para ficar na suplência e assumir a vaga depois que algum vereador for para uma secretaria. Tem um cabra lá na confraria de Djane que aposta que Gerusa não tem cacife para entrar na Câmara Municipal com recursos próprios. O confrade garante que todo aquele estardalhaço feito para lançar a candidatura foi mero fogo de palha.

Educação Caótica
Qualquer pessoa em Macau sabe que o prefeito Flávio Veras nunca privilegiou a Educação do município. Muito pelo contrário. Nos últimos sete anos e meio, o sistema educacional macauense tornou-se caótico com a falta de estrutura nas escolas municipais. Em várias escolas estão faltando cadeiras escolares, noutras faltam merenda e os alunos vão pra casa mais cedo, o forro está caindo em outra escola, não há professores suficientes, etc.

Projetos parados
Recentemente, a Secretaria de Educação municipal fez uma campanha para que os alunos fizessem “exames oftamológicos”, prometendo doar óculos aos alunos que tivessem problemas visuais. Passados meses de espera, o dinheiro que viria do Governo Federal através do “Programa Olhar Brasil”. O projeto está parado, prejudicando centenas de crianças que tem dificuldade de aprendizagem por problema ocular.

Falta de compromisso
O secretário de Educação Rodrigo Aladim deve explicações pela falta de compromisso do município com os alunos macauenses. Até hoje, o município não tem uma escola sequer de tempo integral, onde proporcione a juventude macauense o desenvolvimento de pesquisas, de evolução física e mental para um melhor aprendizado. Apesar de ter chegado os recursos através do Programa Saúde na Escola (PSE), nunca foram instalados os “escovódromos” nas escolas de Macau.

Aspones da Saúde
Enquanto o secretário municipal de Saúde, Diogo Jacome, paga fortunas aos seus “aspones” (assessores de porra nenhuma), a Secretaria de Saúde não tem dinheiro para comprar um metro de fio para fazer a instalação de computadores e ar-condicionador. Os profissionais reclamam das constantes falta de materiais, de medicamentos de uso contínuo. Para se ter idéia de como está a Saúde municipal é que a Clínica da Família passou dias sem funcionar por falta de água. Justamente porque nenhum comerciante do município aceitara vender uma Caixa d’água para a Prefeitura Municipal, pois Flávio trata os comerciantes locais de forma criminosa, não realizando o pagamento (em dia) do que é comprado no comércio local, prejudicando a Economia da cidade.

Hospital ou Posto de Gasolina?
A assessora de Políticas Públicas, Luciana Pinto, além de não fazer jus a seu gordo salário, transformou o Hospital Antônio Ferraz em algo que não funciona a contento, um lugar que parece mais um Posto de Gasolina, de tantas são as ordens de combustíveis que são emitidas para salvar a vida dos correligionários de seu esposo.

Chacota paraibana
Está servindo de chacota na cidade e nas redes sociais a frase dita por Chico Paraíba, durante lançamento de sua candidatura a vereador de Macau: “Quero voltar à Câmara Municipal para defender o macauense”. Chico passou vários anos a frente da Fundação de Cultura de Macau e nunca conseguiu fazer absolutamente nada pela cultura de Macau. Muito pelo contrário. Chico Paraíba fez a proeza de enterra o Teatro Hianto de Almeira e afundar a cultura de Macau para o mais profundo limbo do esquecimento.

Faltando um T
Pra ter idéia do descaso no Antônio Ferraz, há poucos dias nas redes sociais, um cidadão postou que sua filha não iria fazer um procedimento cirúrgico no HAF pela falta de um T, um adaptador de tomadas, que custa R$ 3,00.

Odete Lopes nas Redes
Até agora, a vereadora de Macau e candidata a prefeita, Odete Lopes, é a única candidata que está usando as redes sociais para debater de frente com o internauta e com os formadores de opinião, os problemas de Macau. Os demais candidatos ainda não mostraram suas teclas pelas vias virtuais da Salinésia Potiguar.

Saidêra
Um súdito encontra vossa majestade no Porto de São Pedro contemplando o rio e pergunta: “Rei, qual é a definição de fazer amor?”. Rei Rock dedilha suavemente seu violão e filosofa: “Uma coisa que as mulheres fazem enquanto os homens estão trepando”.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Flávio no ranking da improbidade

Flávio ocupa o 5º lugar no ranking da indignação onde há prefeitos acusados por prática de vários crimes, respondendo a 56 processos na Justiça.

O prefeito de Parnamirim, Maurício Marques, é o 1º no ranking que causa indignação aos cidadãos, que costumam consultar o site do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte. O prefeito de Parnamirim responde a nada menos que 68 processos judiciais. O 5º lugar no “ranking da indignação” está o prefeito de Macau, Flávio Veras, respondendo a 56 processos pelos mais variados crimes.

No meio dos 56 processos que Flávio Veras responde na Justiça, alguns são por improbidade administrativa, a mais grave acusação que pode ser feita a um administrador público. Uma consulta ao site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (www.esaj.tjrn.jus.br) vai revelar os processos movidos contra o prefeito.

A lista de crimes é extensa e mostra que o prefeito de Macau, Flávio Veras, enfrenta acusações de vários tipos, que leva ao eleitor a se perguntar se Flávio tem mesmo condições legais e morais de indicar um candidato para o seu lugar, uma pessoa manipulada pelo próprio Flávio Veras.

Improbidade Administrativa

clique na tabela para ampliar e ver melhor...

Se todos os desvios, práticas irregulares, atos ilegais são considerados graves quando se trata de administradores, talvez o mais grave dele seja a prática de improbidade administrativa. Improbidade significa falta de probidade ou simplesmente honestidade. A condenação por improbidade impede o gestor de ser candidato novamente a um cargo público eletivo. Gera perda de mandato e cassação de direitos civis.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Odete vai onde o povo está

Vereadora Odete Lopes visitou várias comunidades de Macau.

A vereadora Odete Lopes, candidata a prefeita de Macau pela Coligação “Macau Mais Forte” que reúne partidos de oposição (PTN, PPS, DEM, PSDC, PV e PSDB) visitou algumas comunidades, entrando nas casas dos macauenses mais humilde para levar sua mensagem de esperança de mudanças, uma Macau onde as pessoas possam viver com dignidade.

“Em contato com o povo, eu sinto que eles querem mudanças. Ninguém agüenta mais esperar os serviços públicos que não atendem aqueles humildes e menos privilegiados”, disse a candidata Odete Lopes, questionando onde foi parar a grande quantidade de dinheiro que a Prefeitura de Macau arrecada. “Os benefícios não são revertidos para o povo de uma maneira transparente”, disse.

Ao lado da liderança Meu Jovem, a candidata Odete Lopes visitou a comunidade da Ilha de Santana e ficou impressionada com a aceitação das pessoas a sua candidatura. “A Ilha de Santana foi esquecida pelo prefeito de Macau durante sete anos e meio. Na nossa comunidade quase não existe serviços públicos da Prefeitura”, declarou Meu Jovem.

Militantes estão empolgados com a candidata Odete Lopes.

Odete Lopes conversas com os jovens macauenses.

O povo tem prazer em receber a candidata Odete Lopes.

Um momento para fazer uma foto e eternizar o momento.

Ronaldo e Meu Jovem (de preto) ladeados pelas candiatas Odete Lopes e Celeste Menezes.


A candidata Odete Lopes com ao lado do futuro de Macau.

Macuaenses com vergonha

O jornalista Bosco Afonso ressalta que a população está envergonhada com o superfaturamento das bandas no Carnaval de Macau.

Desde que surgiu a matéria no Fantástico, reportando o desvio de dinheiro no interior do Nordeste, onde os prefeitos encontram facilidade em superfaturar os cachês das bandas que tocam nas festas e carnavais. O povo está revoltado com essa pratica nefasta de desviar o dinheiro público. A reportagem da Rede Globo mostrou várias cidades que tem a mesma maneira operacional que a Prefeitura de Macau, de acordo com denúncias do Ministério Público.

Os macauenses estão envergonhados e indignados com o que vem acontecendo. Conforme o Jornalista e presidente do PV em Macau, Bosco Afonso, não há nenhuma surpresa nessa divulgação. “Há seis ou sete anos que o Ministério Público já deveria ter investigado, pois sempre houve denúncias sobre o super faturamento das bandas contratadas. Além do mais, até hoje não foi esclarecido o destino dos dinheiros arrecadados com a venda dos Camarotes do Carnaval”, declarou Bosco.

O Ministério Público investiga o superfaturamento realizado pelo prefeito Flávio Veras desde 2011. Só para se ter uma idéia, as bandas Aviões do Forró, The Frois e Deixe de Brincadeira, receberam 460% a mais da Prefeitura de Macau que o valor que costumam receber. Por outro lado, o descaso com o serviço público é gritante. Há poucos dias, um cidadão estava reclamando que sua filha não iria fazer uma cirurgia no Hospital Antônio Ferraz pela falta de um T, um adaptador de tomadas, que custa R$ 3.

De uma maneira geral, a população de Macau está muito indignada, mas também o povo está envergonhado com o prefeito de Macau que está sendo alvo de denúncias de corrupção pelo superfaturamento no valor dos chachês das bandas, que tocaram no Carnaval de Macau. “A matéria no Fantástico foi muito boa porque despertou no Ministério Público a necessidade de pronunciamento ao público sobre as ações contra a farra com os dinheiros públicos", disse Bosco.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Os Aspones de Flávio e Kerginaldo

Prefeitura de Macau abriga Aspones que ganham altos salários e têm vida de marajá .

É natural que gestores públicos necessitem de assessores para melhorem a gestão, dando suporte técnico e intelectual na tomada de decisão. Mas, nunca antes na história de uma cidade do interior, um prefeito acumulou tantos assessores como Flávio Veras. Na Prefeitura de Macau tem o assessor do cafezinho, o assessor do superfaturamento de bandas, o assessor para assuntos fúteis e aleatórios. No fim das contas são quase 100 mil Reais, todos os meses, para pagar os vultosos salários desses desnecessários “assessores” de Flávio.

Nas esquinas e praças, os assessores da Prefeitura de Macau são chamados de “Aspone”, ou melhor, “assessores de porra nenhuma”. Na verdade, a administração de Flávio e Kerginaldo Pinto tem mais Aspone do que funcionários. Só para se ter uma idéia, após assumir a Secretaria de Saúde, Diogo Jacome lançou um edital para a contração de diversos assessores que custaria aos cofres municipais mais de R$ 15.000,00 por mês. Hoje, os Aspones de Diogo Jacome são ocupados por indicações políticas sem nenhum conhecimento técnico para dá suporte a péssima gestão Jacome de Saúde.

Mas nada se compara a gafe cometida pela “Assessoria de Comunicação” da Prefeitura de Macau, que passa o seu precioso tempo postando bobagens e baboseiras em seu blog, e esqueceu de atender as dezenas de telefonemas do Portal UOL para responder sobre os indícios de ilícitos sobre contratação de bandas de forma superfaturada para tocar na Festa do Sal e Carnaval de Macau.

Enquanto a grande maioria dos macauenses tem que trabalhar duro para ganhar o dinheiro, os assessores municipais usufruem o bem público para patrocinar uma vida de marajá. É isso que o leitor vai querer para a cidade nos próximos quatro anos? É bom lembrar que Kerginaldo Pinto não é mudança, não é renovação. É a continuação de uma péssima administração. Dê seu voto por uma Macau dos macauenses e não por uma Macau do fantoche e seus Aspones.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

“Doutor Wilson vai disputar a eleição”, garante Hailton Marques

Hailton Marques afirma que Doutor Wilson do PT será candidato a prefeito de Macau.

O candidato do PT de Macau, Doutor Wilson, teve seu registro de candidatura indeferido pela juíza da 30ª zona eleitoral, Andréa Cabral Antas Câmara, na última quinta-feira. De acordo com Hailton Marques, presidente do PDT e representante da coligação “O Povo Participando” (PT e PDT), os advogados da coligação já entraram com recurso no TER-RN para anular a decisão da juíza.

Conforme Hailton Marques, a sentença da juíza foi equivocada porque Doutor Wilson não poderia ser penalizado já que não era gestor. “Mesmo assim, ele pagou a dívida da clínica e ficou com as contas limpas”, disse o representante da coligação, ressaltando que os advogados vão até a última instância para fazer valer a Lei.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TER-RN), desembargador Saraiva Sobrinho, destacou que os registros rejeitados pelos juízes eleitorais não excluem automaticamente os candidatos do pleito, uma vez que cabe recurso a cortes superiores, como é o caso do TER-RN. 

Em declarações ao blog, Hailton Marques reclamou que os cabos-eleitorais de alguns candidatos estão entrando nas casas dos eleitores e dizendo que o “Doutor Wilson está sendo cassado”. “Doutor Wilson não pode ser cassado porque não tem mandato. Isso é intriga de alguns. Doutor Wilson é candidato a prefeito de Macau”, garantiu Hailton.